Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

Futebol - Flamengo - Coritiba - Vasco - Cruziero - Macaé - Bragantino - Coluna do esporte com Wagner Augusto


COM GOL DE EDUARDO DA SILVA, FLA VENCE PRIMEIRA FORA DE CASA 

O Flamengo jogou apenas o suficiente para derrotar o frágil Coritiba por 1 x 0 no Couto Pereira, obtendo a sua primeira vitória fora de casa no Brasileiro. O clube da Gávea, no entanto, teve dois méritos: aproveitar a única chance que criou em mais de 90 minutos, e as limitações do adversário, evidentes na posição que ocupa na tabela. Sábado, dia 20, o Rubro-Negro recebe o Atlético-MG, no Rio. Com o resultado, a equipe de Cristovão Borges dorme fora da zona da degola. O time carioca passou o primeiro tempo tentando impor o toque de bola, e o paranaense, um tanto desarticulado, não conseguia mostrar eficiência em nenhum setor. Assim, tal etapa, na prática, se resumiu a dois momentos. Aos 38 minutos, Luiz Antonio cruzou da direita e Eduardo da Silva, cabeceou livre à esquerda de Bruno: 1 a 0. Aos 45, Jonas, que já havia levado cartão amarelo, foi expulso, por excesso de faltas. Com um jogador a mais, o Coritiba trocou Fabrício por Tiago Galhardo, adiantou a marcação, e saiu efetivamente em busca do empate na etapa final, contra um adversário bem recuado. Aos 13, e já que passou a apostar apenas nos contra-ataques, Cristóvão Borges lançou Paulinho, Arthur Maia e Marcelo Cirino, para executá-los com maior velocidade. Mas, na realidade, não houve mudança significativa, embora o Coxa também não criasse oportunidades. O equilíbrio talvez pudesse ser restabelecido aos 25, se o árbitro exibisse o cartão vermelho para Tiago Galhardo, que acertou Paulo Victor, sem nenhuma necessidade. Já no desespero, Ney Franco pôs Marcos Aurélio e Guilherme Negueba para ampliar a pressão. Aos 39, o ex-rubro-negro chutou de fora da área para boa defesa do goleiro. E como o Flamengo errava todas as tentativas de ir para frente, o Coritiba continuou partindo para cima. Aos 44, Marcelo Cirino acertou Ruy, que deixou o campo, e o time da casa também com dez. E ficou nisto. Mas, dadas as circunstâncias, a vitória foi ótima. 



Fonte: Lance 
Foto: Internet




VASCO SEGUE SEM VENCER E CONTINUA NO Z 4 



Definitivamente a ficha caiu para os jogadores do Vasco após a quarta derrota seguida no Campeonato Brasileiro. O atacante Gilberto, por exemplo, pediu desculpas ao torcedor vascaíno depois do vexame deste sábado – vitória do Cruzeiro por 3 x 1 – dentro de casa. Não só ele quanto outros jogadores admitiram que o momento do Vasco é assustador e está na hora de dar a volta por cima. – Não estamos em um bom momento no campeonato e cada dia vai ficando mais difícil porque os adversários estão vindo com uma proposta forte. Quero pedir desculpas ao nosso torcedor. O nosso time não está bem, essa é a realidade – afirmou o atacante. Sem querer mesmo enganar a torcida vascaína, Gilberto disse que a derrota não tem explicação. Mas ele pediu que a bola passe a chegar mais redonda na frente: – Explicação não tem. Estamos brigando para dar felicidade para o torcedor. Temos que trabalhar para mudar a situação. Estamos num campeonato muito forte. Mas a bola precisa chegar mais clara, mais redonda no ataque. Não adianta ficar dando chutões. Julio dos Santos foi outro que admitiu a péssima fase da equipe. Ele, porém, pede que os companheiros levantem a cabeça. – É difícil falar agora, porque a gente não encontra resposta, mas temos que levantar a cabeça para o próximo jogo – disse o volante, referindo-se ao duelo fora de casa com o Sport, que é o atual terceiro colocado da competição. Já Luan não quis se estender muito até porque o seu setor já levou 12 gols no Brasileiro. – O momento de ficar quieto e trabalhar – silenciou-se o zagueiro. 

Fonte: Lance 
Foto: Wagner Meier





MACAÉ SAI NA FRENTE, MAS PERDE DE VIRADA EM CASA 


O Macaé buscava uma vitória para encostar no líder Botafogo e se firmar no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Mas após sair vencendo, o Alvianil Praiano foi goleado pelo Bragantino pelo placar de 5 x 2, com dois gols de Jobinho, um do Alan Mineiro e outro do Roberto. Diego e Anselmo fizeram os gols do Macaé. Com a derrota, o Leão do Norte Fluminense segue com 13 pontos, na sétima colocação do campeonato e, na próxima rodada, a 8ª da Série B do Brasileirão, o Macaé vai até o Rei Pelé enfrentar o CRB (AL), enquanto o Bragantino (SP) enfrenta o Oeste (SP) no estádio Nabi Abi Chedid.O Alvianil começou a partida a todo vapor, indo para cima do Bragantino. Diego fez jogada pelo lado direito, cruzou na área mas não apareceu ninguém para finaliza. Outra boa jogada do Macaé foi pela direita, quando Henrique cruzou, mas Pipico desperdiçou. Em seguida, Fernando Neto recebeu pelo meio, avançou e chutou forte, mas o goleiro Douglas praticou ótima defesa, mandando para escanteio. Na cobrança do escanteio, a zaga cortou e a bola sobrou para Fernando Neto que tentou driblar Chico e Jobinho, mas o atacante do Bragantino cometeu pênalti. Na cobrança, Pipico bateu mal, facilitando a defesa de Douglas, mas no rebota Diego mandou para o fundo da rede abrindo o placar. A primeira chance do Massa Bruta so veio após levar o gol, quando Alan Mineiro cobrou falta obrigando Fernando Ribeiro a defender de mão trocada, no ângulo esquerdo. Após dois escanteio seguidos para o Macaé, o Bragantino respondeu e empatou a partida. Lançamento pela direita, a bola caiu nós pés do Jobinho na entrada da área, Juninho tentou cortar, mas acabou derrubando o atacante. O mesmo Jobinho cobrou, deslocando o goleiro Fernando Ribeiro, 1 x 1.Necessitando buscar a vitória para não distanciar da ponta da tabela, o Macaé recebeu um ducha de água fria logo no início, quando Roberto cruzou da esquerda, a bola passou por todo mundo até aparecer o Chico que tentou dominar e a bola bateu no Gedeil, que mandou contra o próprio gol. 2 x 1. O Macaé sentiu o golpe do gol logo no início e passou a ser pressionado pelo Bragantino. Porém, após segurar algumas investidas do Massa bruta, o Macaé conseguiu um escanteio, Diego cobrou e Alselmo subiu mais que todo mundo empatando novamente a partida. Quando parecia que o Alvianil teria forças para buscar a vitória, o pior aconteceu. Aos 19 minutos Jobinho recebeu a bola e finalizou, marcando o seu segundo gol na partida e logo no minuto seguinte, Diego Maurício cruzou da direita, o goleiro Fernando Ribeiro cortou, mas na sobra Alan Mineiro marcou quarto gol do Bragantino. O Macaé bem que tentou reagir, mas o Bragantino soube segurar o ataque alvianil. No final da partida ainda deu tempo de Roberto ampliar cobrando falta sofrida por Alan Mineiro. A bola ainda desviou na barreira enganando o goleiro Fernando Ribeiro. Final 5 x 2. 

Fonte: Fut Rio 
Foto: Internet