Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

Jobsom preso - Futebol - Formula 1 - Luta - Stand Up Paddle - Esporte com Wagner Augusto

JOBSON É DETIDO DIRIGINDO BÊBADO

 
O atacante Jobson foi detido na madrugada de quinta para sexta-feira em Conceição do Araguaia, sua cidade-natal, no sul do Pará, por dirigir embriagado e tentar resistir à prisão. 
O jogador ficou preso em uma delegacia da cidade até a tarde deste sábado, quando pagou fiança e foi liberado. Segundo a Polícia Militar do Estado, Jobson foi abordado por alguns policiais dirigindo sob efeito de álcool e tentou fugir para a sua casa. Lá, o jogador foi algemado e levado à delegacia, onde ficou até sábado. Algumas imagens do momento da prisão do atleta vêm circulando pela Internet. Agora, Jobson deve esperar para responder aos julgamentos pelos delitos cometidos. O atacante, que iniciou o ano como um dos destaques do Botafogo no Campeonato Carioca, foi punido pela Fifa com quatro anos de suspensão, por ter se negado a realizar um exame antidoping quando jogava no Al-Ittihad da Arábia Saudita. 

Foto: Internet




MACAÉ JOGA BEM, MAS LEVA GOL NO FIM E CEDE EMPATE 


O ABC recebeu o Macaé no Frasqueirão, neste sábado (04/07), e empatou por 1 x 1 com a equipe do norte fluminense. Numa tarde difícil para o time do Rio Grande do Norte, o alívio só veio no final da partida, quando Kayke conseguiu marcar, de pênalti e aos 47 minutos da etapa final, o gol que igualou o placar. Com o empate, o ABC permanece na 11ª posição, com 13 pontos. Já o clube fluminense fica na sétima colocação, com 17 pontos marcados. Ambos os times começaram equilibrados, com o Macaé trabalhando muito bem sua defesa e o ABC com dificuldades de criar jogadas. 
A primeira grande jogada do clube potiguar no primeiro tempo foi com Fabinho Alves, que arriscou o chute, mas mandou a bola para a linha de fundo. Depois de boas chances da equipe carioca, Anselmo conseguiu abrir o placar aos 36 minutos do primeiro tempo, após cruzamento de Pipico, cabeceando sem chances para o goleiro Saulo. 

Ainda na etapa inicial, Dedé tentou empatar a partida com chute colocado, mas perdeu chance incrível ao jogar para fora, assustando o goleiro Rafael. Logo no retorno da partida, o ABC começou a buscar o empate, com Kayke chutando cruzado e com força para a defesa difícil de Rafael. 
Com o tempo, a força do time nordestino esfriou, resumindo-se a passes no meio campo e um domínio maior do Macaé, que fez Saulo trabalhar para impedir que o time ampliasse o placar. Apesar da dificuldade na criação, o clube potiguar continuou pressionando e tentando jogadas, principalmente com Kayke, que tentava jogadas que paravam na mão de Rafael. Foi dele que saiu, após muita insistência e de pênalti, o gol de empate do ABC, aos 47 minutos do segundo tempo.

Bruno Luiz sofreu falta na área do goleiro do Macaé que fez uma ótima partida, o atacante Kayke cobrou, e a bola morreu no fundo do canto direito. O próximo jogo do ABC será contra o Atlético-GO, em Goiânia, na próxima terça-feira, às 19h30 (horário de Brasília), enquanto isso, no mesmo dia e horário, o Macaé receberá o América-MG, no estádio Moacyrzão. 


Foto: Internet




CHI CHI CHI LE LE LE, VIVA CHILE! CAMPEÃO DA COPA AMÉRICA 2015 



O Chile encerrou neste sábado (04/07) a uma longa espera. No mesmo Estádio Nacional em que foi derrotada pela Argentina na final de 1955, o time da casa deu o troco ao vencer a atual vice-campeã mundial nos pênaltis (por 4 x 1) e em fim conquistou seu primeiro título ao sediar novamente uma edição da Copa América. O histórico último gol foi marcado por Alexis Sánchez. Até então, a torcida chilena se contentava com quatro vice-campeonatos. Havia deixado o título escapar também em 1956 (para Uruguai), 1979 (Paraguai) e 1987 (novamente para o Uruguai). 

O título, que também mantém a Argentina em desgraça (sem um troféu desde 1993), coroa uma campanha invicta. Antes da revanche deste sábado, quando bem melhor, o Chile tinha passado pela fase de grupos com duas vitórias (Equador e Bolívia) um empate (México). Logo em seguida, eliminou o Uruguai nas quartas de final e deixou também o Peru para trás. Na final após empate em 0 x 0 no tempo normal e prorrogação, nos pênaltis fez valer a garra chilena, e assim comemorar um título inédito. Parabéns Chile pela maravilhosa conquista. 

Que isso sirva de exemplo para nossa seleção! 

Foto: AFP


HAMILTON VENCE, E MASSA CHEGA EM 4° APÓS LIDERAR POR 20 VOLTAS 



O britânico Lewis Hamilton garantiu a festa da torcida no Grande Prêmio da Inglaterra de Fórmula 1 ao vencer a emocionante prova deste domingo no circuito de Silverstone. Ele perdeu a ponta para o brasileiro Felipe Massa na largada, mas aproveitou o bom ritmo de sua Mercedes para recuperar a posição de honra na primeira parada para troca de pneus e recebeu a bandeira quadriculada em frente a seus compatriotas. Nico Rosberg ficou com a segunda colocação, aproveitando-se da estabilidade do carro da Mercedes com a pista úmida. 

A menos de 15 voltas para o fim, ultrapassou Felipe Massa e Valtteri Bottas, que passaram quase toda a prova a sua frente, e garantiu uma dobradinha da Mercedes. Sebastian Vettel, da Ferrari, completou o pódio. Felipe Massa ficou em quarto. Largando da terceira colocação, ele pulou na largada para a ponta e lá se manteve até a parada para troca de pneus. 
Acabou ultrapassado por Lewis Hamilton nos boxes e perdeu a posição de Rosberg quando a chuva chegou a Silverstone e o carro da Williams, com baixa pressão aerodinâmica, perdeu desempenho. O brasileiro também foi ultrapassado nos boxes por Sebastian Vettel, que antecipou sua parada para colocar pneus intermediários e ganhou rendimento em comparação aos rivais da Williams. Valtteri Bottas foi o quinto, seguido por Daniil Kvyat, Nico Hulkenberg, Kimi Raikkonen e Sergio Pérez. Fernando Alonso foi o décimo, anotando os primeiros pontos da McLaren na temporada. Já Felipe Nasr nem participou da agitada corrida em Silverstone. 

Com um problema no câmbio de sua Sauber, ficou parado no meio do caminho entre os boxes e o grid. A equipe tentou arrumar seu carro na garagem, mas não obteve sucesso a tempo da largada. A vitória em Silverstone deixa Lewis Hamilton com 194 pontos na liderança do Mundial de Fórmula 1, com 17 de frente para Nico Rosberg. A próxima etapa do calendário da categoria é o Grande Prêmio da Hungria, em 26 de julho, o último antes do recesso de verão. Felipe Massa pôde mostrar em Silverstone sua habilidade em largadas. Com uma manobra só, pulou da terceira para a primeira colocação, passando entre o pole Lewis Hamilton e o segundo colocado Nico Rosberg. Valtteri Bottas também aproveitou o vacilo dos pilotos da Mercedes e assumiu a segunda posição. 

Lewis Hamilton demorou pouco para retomar a posição do finlandês da Williams e assumiu a vice-liderança. Antes que pudesse começar a atacar o brasileiro, o carro de segurança entrou na pista por causa de um acidente envolvendo Jenson Button, Romain Grosjean e Pastor Maldonado na volta inicial. O britânico da Mercedes tentou assumir a ponta já na relargada e pagou caro por isso. 
Na manobra para ultrapassar Felipe Massa, acabou ficando sem espaço na pista e passou pela área de escape. Como resultado, foi deixado para trás por Valtteri Bottas e passou a receber pressão de Nico Rosberg. Sem conseguir ganhar posição na pista, Hamilton foi aos boxes na 19ª volta, retornando à prova com pneus duros em seu carro. A Williams reagiu à manobra da Mercedes e chamou Felipe Massa para a troca de pneus no giro seguinte, junto a Rosberg. 
Com uma parada de 3s8, o brasileiro voltou à pista à frente do alemão da Mercedes por uma vantagem mínima, mas viu Lewis Hamilton ganhar sua posição. Bottas trocou seus pneus em 3s2, o que não foi suficiente para tomar o posto de Massa, vice-líder da prova após os pit-stops. 
Lewis Hamilton começou a fazer a festa da torcida em Silverstone quando teve caminho livre pela frente. Rapidamente abriu mais de 3s de vantagem sobre Massa. A disputa voltou a ganhar dramaticidade quando as equipes começaram a prever a chegada da chuva a Silverstone. A precipitação atingiu o circuito inglês a 17 voltas para o fim da prova e ainda sem força. As equipes se prepararam para a troca de pneus e os pilotos encontravam dificuldades para se manter na pista, mesmo assim nenhum dos ponteiros parou. Bottas era quem mais sofria e acabou ultrapassado por Rosberg. Hamilton perdeu o controle e passou pela área de escape. 

O melhor rendimento do carro da Mercedes com a pista úmida fez com que o alemão logo ganhasse o posto de Felipe Massa. Rosberg também se aproximou rapidamente de Hamilton, que a oito voltas do fim finalmente foi aos boxes para colocar pneus intermediários. A chuva ganhou intensidade em Silverstone e o restante do pelotão também foi obrigado a entrar nos boxes no giro seguinte. 

Hamilton foi quem se deu melhorar por antecipar a parada, aumentando sua vantagem para Rosberg. Massa acabou prejudicado na demora da equipe Williams em chamá-lo para a troca de pneus. Como precisou andar em ritmo muito lento antes do pit, quando retornou à pista estava em quarto, atrás também de Sebastian Vettel, um dos primeiros a mudar seus compostos. 

Veja o resultado do Grande Prêmio da Inglaterra de Fórmula 1: 

1: Lewis Hamilton (ING/Mercedes) 
2: Nico Rosberg (ALE/Mercedes) 
3: Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) 
4: Felipe Massa (BRA/Williams) 
5: Valtteri Bottas (FIN/Williams) 
6: Daniil Kvyat (RUS/Red Bull) 
7: Nico Hulkenberg (ALE/Force India) 
8: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) 
9: Sergio Pérez (MEX/Force India) 
10: Fernando Alonso (ESP/McLaren) 
11: Marcus Ericsson (SUE/Sauber) 
12: Roberto Merhi (ESP/Manor Marussia) 
13: Will Stevens (ING/Manor Marussia) 

Não completaram: 
Carlos Sainz Jr. (ESP/Toro Rosso) 
Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) 
Max Verstappen (HOL/Toro Rosso)
Pastor Maldonado (VEN/Lotus) 
Romain Grosjean (FRA/Lotus) 
Jenson Button (ING/McLaren) 
Felipe Nasr (BRA/Sauber) 

Foto: Internet


PROFESSORA UNIVERSITÁRIA TROCA FERIAS POR DESAFIO ESPORTIVO INTERNACIONAL 



Com o início das férias acadêmicas na Universidade Veiga de Almeida (UVA), a professora Lena Guimarães Ribeiro já comprou suas passagens para o Havaí. Mas ela não quer saber de descanso. Sua próxima missão inclui quatro provas em um dos principais torneios de Stand Up Paddle (SUP), a temporada havaiana de Downwind. A principal prova da competição, Molokai 2 Oahu Paddleboard World Championships, conhecida como M2O, acontecerá no dia 26, com a presença de cerca de 200 atletas do mundo inteiro. Nos últimos meses, a rotina de aulas e provas nos cursos de Turismo e disciplinas da educação a distância da professora ganharam um ingrediente a mais: uma bateria de treinos variados, complementados por musculação e corrida. “O mais importante foi ficar remando por horas em um mar agitado, pois a prova principal deve durar cerca de 6 horas”, destaca Lena, que vive com a família em Arraial do Cabo. A atleta explica que a prova M2O consiste na travessia da ilha de Molokai para a ilha de Oahu, com 52 km de distância. “Nesse é o tipo de prova, o maior adversário é você mesmo. Fisicamente todos estão preparados, pois apenas atletas experientes participam; mas essa prova é mentalmente dura. Então, meu objetivo é completar a prova da melhor forma possível”, ressalta. 


Fonte: RC 24h 
Foto: RC 24h





FLUMINENSE X SÃO PAULO FICAM NO 0 X 0 NO MORUMBI 



O São Paulo chegou neste domingo ao quarto jogo seguido sem vitória no Campeonato Brasileiro. Embora não tenha sido derrotado, como nas duas rodadas anteriores, a equipe treinada por Juan Carlos Osório decepcionou sua torcida novamente e ficou apenas em empate por 0 a 0 contra o embalado Fluminense, em um fim de tarde muito frio no Morumbi. O segundo empate consecutivo em casa frustra os planos do time, que poderia diminuir a distância para a liderança, mas soma um só ponto e chega a 18. Já o Fluminense conquista ponto importante, ainda que tenha findado a sequência de três triunfos iniciada depois de sua última visita à capital paulista, quando foi derrotado pelo Palmeiras. Em busca novamente de recuperação, o São Paulo volta a campo na quarta-feira, quando visita o Vasco, em duelo transferido do Rio de Janeiro para Brasília. Um dia depois, o Fluminense recebe o Cruzeiro, no Maracanã. 


Foto: Fernando Dantas


FLAMENGO LEVA GOL NO FIM E PERDE DE VIRADA PARA O FIGUEIRENSE NO MARACANà


O Flamengo foi melhor na etapa inicial, quando poderia ter até decidido a partida, mas marcou apenas uma vez, deixando que o Figueirense saísse do Maracanã com a vitória de 2 x 1, um resultado magnífico para os visitantes, que souberam segurar a partida, e sinceramente péssimo para o time da Gávea, que voltou a mostrar a sua falta de capacidade para concluir, a situação atual para ser derrotado em qualquer lugar. Pior, para o Flamengo, impossível. O esquema do Flamengo, de jogar mais recuado, para atrair o adversário e explorar os contra-ataques, funcionou muito bem nos primeiros 20 minutos, quando criou pelo menos quatro chances, a mais evidente num chute cruzado de Marcelo Cirino, que Emerson não chegou a tempo. O Figueirense demorou, mas percebeu que precisava mudar o esquema tático, para não deixar que o time carioca continuasse chegando com facilidade. Logo, passou a marcar mais atrás, facilitando para a defesa, como fazia o Flamengo, apostar nas saídas em velocidade. Aos 27 minutos, Rafael Bastos chutou de longe e César mandou para córner. E o Rubro-Negro terminou o primeiro tempo com a posse da bola, mas com muitas dificuldades para ameaçar. O Figueirense retornou sem atenção e permitiu que o adversário abrisse o placar. Canteros lançou Éverton, que dividiu com Alex. Alan Patrick pegou a sobra, driblou Marquinhos e colocou no canto esquerdo. Num lance eventual, pois só Flamengo jogava, Wallace fez falta em Everaldo, e Ricardinho cobrou no ângulo esquerdo empatando: 1 x 1. Daí em diante, o time carioca começou aos poucos a entrar em desespero, errando passes, não só esbarrando na retranca da equipe catarinense, mas correndo o risco de levar o segundo gol. A pressão da torcida aumentava o drama. E a lerdeza de Cristóvão Borges para mexer ajudava. Aos 48 minutos, Fabinho recebeu o cruzamento de Dudu, e a desorganização dos Rubro-Negros, para definir 2 x 1. O Flamengo encara o Internacional no Beira-Rio na quarta (08/07) às 20:00h. 


Foto: Celso Pupo


MESMO COM DERROTA, ROTH GOSTA DO PODER DE REAÇÃO DO VASCO 


Sofrer a primeira derrota como técnico do Vasco não abalou o técnico Celso Roth. Para o treinador, o time mostrou muito poder de reação, principalmente depois de perder Christiano e Jhon Cley, expulsos. Na entrevista coletiva, Roth disse que o Vasco, mesmo com dois jogadores a menos em boa parte do segundo tempo, conseguiu colocar pressão sobre a Chapecoense e obrigar o adversário a recuar. Depois do tropeço por 1 a 0, o treinador cruz-maltino afirmou que o time fez um primeiro tempo muito ruim e poderia ter sofrido gols. Porém, Roth advertiu que o Vasco voltou com orientação tática diferente para o segundo tempo, tendo seu planejamento alterado depois da expulsão de Christiano. “Estávamos nos defendendo bem quando sofremos o gol. 

E, mesmo com nove, encurralamos o adversário e quase chegamos ao empate”, comentou. O técnico ainda promoveu a estreia do zagueiro Aislan, que disse ter ficado triste pela derrota em seu primeiro jogo pelo Vasco, mas se mostrou satisfeito com a sua atuação. 

“Espero ter uma sequência maior de partidas. Estou feliz, pela estreia. Mas, infelizmente, perdemos”, comentou. 


Foto: Internet




COM PÊNALTI NO FIM CONVERTIDO POR ANDRÉ, SPORT EMPATA FORA COM AVAÍ 



Único time que segue invicto no Campeonato Brasileiro, o Sport quase viu sua campanha perfeita ser quebrada neste domingo. O Leão da Ilha visitou o Avaí na Ressacada e saiu na frente, mas sofreu a virada. O primeiro gol dos pernambucanos saiu em cabeceio de Diego Souza no início do primeiro tempo. Renan e Samuel Xavier, contra, colocaram os anfitriões na frente. Porém, nos acréscimos da etapa complementar, André sofreu um pênalti e converteu a cobrança, deixando tudo igual e garantindo a invencibilidade da equipe pernambucana. 

O resultado leva o Sport aos 23 pontos e o mantém na liderança, mas os comandados de Eduardo Baptista ainda podem terminar a rodada empatados em número de pontos com o Atlético-MG. O Galo soma 20 pontos e entra em campo às 16h (de Brasília), diante do Internacional, no Beira-Rio. O time de Florianópolis sobe para a 12ª posição, com 13 pontos. O próximo compromisso do Leão da Ilha é justamente diante do Atlético-MG, na próxima quarta-feira, no Mineirão, em partida que deve ser um confronto direto pela ponta da tabela da Série A. No mesmo dia, o Leão da Ressacada visita o Palmeiras no Allianz Parque. 

Foto: Internet


O CABOFRIENSE OTTO RODRIGUES LEVA O CINTURÃO JUNGLE FIGHT 79 




Otto Rodrigues O Jungle Fight 79, realizado na noite deste último sábado (4) no Centro Esportivo Miécimo da Silva, em Campo Grande, foi marcado por combates muito rápidos e precisos. Na disputa de cinturão, da categoria dos pesos penas, o atleta Otto Rodrigues conquistou o título ao vencer Luiz Japeri em 2 minutos e 59 segundos do 1º round, com um katagatame, sem deixar seu adversário mostrar seu jogo de luta. Otto Rodrigues representou muito bem a cidade de Cabo Frio, interior do estado do Rio de Janeiro e agradeceu ao seu Mestre Petterson Melo (representante do CTLA em São Pedro da Aldeia – RJ) e sua Equipe Xgym pelo apoio. 
“Eu agradeço ao meu Mestre Petterson Melo e a minha equipe Xgym.” Disse o campeão Otto Rodrigues Fonte: Artes Marciais Fight 

Foto: Internet





Até a próxima amigos do esporte


Wagner Augusto