Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

Quartas-de-final da Copa do Brasil começam hoje com clássicos nacionais - esporte com Wagner Augusto

Hora do futebol brasileiro dar uma pausa na Série A e focar nas emoções da Copa do Brasil. 
O principal torneio de mata-mata do país entra em sua fase de quartas-de-final. Nesta quarta-feira (23) as oito equipes restantes na competição entram em campo com as partidas de ida.

Restam três equipes paulistas (Palmeiras, Santos e São Paulo), duas cariocas (Fluminense e Vasco), duas gaúchas (Grêmio e Internacional) e uma catarinense (Figueirense). A Goal repassa aqui os principais destaques dos confrontos de hoje.

Atual 5º colocado do Brasileirão, o São Paulo recebe hoje às 22h no Morumbi o Vasco, 19º na Série A. Mas, as brigas pelo G-4 e Z-4 pouco importam no mata-mata. Atual campeão carioca, o Vasco mostrou na Copa do Brasil uma motivação digna de sua tradição, ao eliminar o arquirrival Flamengo nas oitavas de final.

O São Paulo sabe que a equipe cruzmaltina ensaia uma arrancada. Por isso o técnico Osorio pediu atenção total de seus jogadores. O técnico conta com o retorno do descansado goleador Luis Fabiano, que folgou na última rodada do Brasileirão por conta de uma suspensão automática.

O técnico Jorginho já afirmou que o empate fora de casa pode ser um bom negócio para o Vasco, que deve apostar nos contra-ataques: "Jogo de 180 minutos, sem tomar nenhum gol é importante. Quem sabe empate com gols nos ajuda muito", disse Jorginho.


Foto: Gustavo Oliveira/ Atlético-PR

Após eliminar o atual campeão da Copa do Brasil (o Atlético-MG), o Figueirense impôs respeito. A equipe catarinense já havia eliminado o Botafogo, e agora encara outra equipe alvinegra: o Santos, hoje às 19h30 no Orlando Scarpelli.

Se no Brasileirão o Figueira é o 18º, na Copa do Brasil existe o sonho de chegar na final novamente, como em 2007. O técnico Hudson Coutinho faz a sua estreia como efetivado, também faz mistério sobre a escalação da equipe.

O Santos de Dorival Júnior ocupa a 8ª posição no Brasileirão, e na Copa do Brasil vem de duas vitórias seguidas sobre o Corinthians. O resultado na fase anterior deu um novo gás aos santistas, que promete respeito: "Tenho muito respeito pelo Figueirense, desde o início da minha carreira. Sempre que o enfrento, existe algo diferente, por tudo que vivi lá", garante Dorival.


Foto: Divulgação/Internacional

O Brasileirão irregular do Internacional põe a Copa do Brasil como principal esperança colorada na temporada. A última vez em que o time conquistou a competição foi em 1992, último grande título nacional da equipe. O Inter venceu o Palmeiras há duas semanas atrás no Brasileirão por 1 a 0, também no Beira-Rio, que recebe a partida às 19h30.

O meia colorado Valdívia ressaltou durante a semana a importância da equipe se impor jogando dentro de casa. Para o jogador de 20 anos, o fundamental é o Inter garantir a vitória para dar a vantagem do empate para a volta: "Temos que impor o jogo, ir para cima. Tentar um resultado para jogar melhor a segunda partida", disse.

O Palmeiras busca o seu terceiro título na Copa do Brasil. E, para o volante Arouca, a vitória fora de casa é plenamente possível: "Levar o resultado desfavorável para casa complica ainda mais. Nosso pensamento é sair daqui com a vitória ou empate com gols. Vamos fazer isso para acontecer", garantiu Arouca.


Foto: Bruno Haddad/Fluminense F.C.

Se no Brasileirão o Fluminense foi da euforia da briga pelo título à preocupação com a zona de rebaixamento, a partida de hoje às 22h contra o Grêmio pode servir como um 'divisor de águas'.

O Fluminense do recém-chegado Eduardo Baptista terá Ronaldinho Gaúcho no banco de reservas contra o seu ex-clube. A armação de jogadas ficará com Gustavo Scarpa e Gerson, que terão como referências no ataque a dupla formada por Marcos Júnior e Fred.

Já a equipe gaúcha ainda sonha com o título do Brasileirão, mas acredita que a Copa do Brasil, sua especialidade histórica, pode estar próxima. Afinal, são apenas seis jogos até um possível título. Autor do gol que deu o único título da Copa do Brasil para o Fluminense, o técnico gremista Roger prevê dificuldades no Maracanã: Teremos dificuldades enormes, mas esperamos superá-las", disse.