Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

Canoas Havaianas em Cabo Frio no final de semana - Esporte com Wagner Augusto

Com suas belezas naturais e praias de águas claras e límpidas, Cabo Frio foi escolhida para sediar o Campeonato Brasileiro de Va’a V6 de 2015, nos dias 3 e 4 de outubro, na Praia do Forte. A competição é organizada em uma parceria da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCA) e da Associação de Canoas Havaianas de Cabo Frio, e conta com o apoio da Prefeitura. A previsão é de que cerca de 60 equipes de diversos pontos do país venham a cidade para o campeonato.

Segundo Marlon Manfred Deckert, da Associação de Canoas Havaianas de Cabo Frio, a cidade foi um dos primeiros polos do Va’a no Brasil, e com o crescimento nacional, houve sua incorporação como modalidade de canoagem esportiva pela Confederação Brasileira de Canoagem.

- Nossa cidade tem uma das melhores raias para a prática da canoagem, tendência essa que é demonstrada pela realização dos campeonatos brasileiros de Canoa Havaiana e de Canoagem Oceânica, colocando nosso município em evidência na prática de esportes náuticos, trazendo atletas, esportistas, empresas ligadas aos esportes náuticos, turistas, divulgação das belezas de nossas praias a nível nacional, pois são atletas de quase todos os estados brasileiros - disse Marlon.

As inscrições da categoria interbase devem ser realizadas diretamente para a organização do evento via e-mail paravaa@canoagem.org.br, ou pelo site da Confederação Brasileira de Canoagem – http://extranet.canoagem.org.br/ - através do sistema de inscrições online até o dia 1º de outubro, às 23h59. A taxa de inscrição é de duas latas de leite em pó e o total arrecadado será doado para entidades sociais de Cabo Frio.

No sábado (3/10), serão dois percursos, sendo um de 14km e outro de 6km, demarcados por boias, referências naturais e embarcações, sendo que as largadas poderão ser embarcadas dependendo das condições do mar. Já no domingo (4/10), haverá uma prova extra (desafio) que será disputada pelas quatro equipes primeiras colocadas nas categorias Open Masculino e Open Feminino nas disputas do sábado. O formato da prova será triangular com trajeto de aproximadamente 1.200 metros.

O que são 'Va’a'?

Canoa Havaiana é uma das muitas definições utilizadas para as canoas tradicionalmente utilizadas na região do triângulo polinésio. Também chamadas de Wa'a, Va'a, Outrigger ou Canoa Polinésia, essas embarcações foram muito importantes para o processo de colonização daquela região. A Polinésia é um conjunto de ilhas no Oceano Pacífico, entre a Austrália e os Estados Unidos, do qual fazem parte o arquipélago do Havaí e o Taiti (que por sua vez faz parte da Polinésia Francesa).

Regulamento das provas:

- Será respeitado o regulamento homologado pela FIV. O preenchimento e assinatura do termo de responsabilidade são obrigatórios.

– Será obrigatório o uso de coletes de flutuação devidamente vestidos no corpo, sem o qual o atleta será proibido de participar da prova, bem como, caso a direção de prova ache necessário, as saias anti respingos poderão ser solicitadas como item obrigatório para a participação no evento.

– A organização não disponibilizará canoas ou quaisquer equipamentos para o evento, ficando os mesmos a cargo de cada equipe.

– Os atletas deverão estar presentes no evento desde o início até seu fim, pois poderão ocorrer alterações nos horários ou na ordem de largada, caso necessário.

– Os percursos poderão ser alterados em virtude de condições climáticas ou em decorrência de fatores de segurança marítima.

– Caso necessário, por problemas climáticos, a prova poderá ser transferida para o domingo (4/10).

– A organização do evento recomenda que as equipes levem saias anti respingos, devido às características do local da competição. Caso seja necessário, a organização do evento determinará que o uso da saia anti respingos seja obrigatória.

– Todas as equipes deverão estar presentes no local de largada com uma hora de antecedência

– O atleta participante desse circuito concorda e autoriza o uso dos diretos de imagem no evento para a transmissão da TV, produção de material fotográfico e vídeos para uso da CBCA, Abracan, BNDES, GE, dentre outros autorizados por essas instituições.

– Os atletas somente podem remar na área demarcada para o percurso, de forma que a organização desse evento não se responsabiliza pelos atletas que remem fora do horário do dia do evento.

Paratleta

A paratleta Aline Lopes esteve na última semana na sede da Secretaria de Turismo (SECTUR), em retorno do Campeonato Mundial de Canoagem em Milão, na Itália, trazendo pra Cabo Frio a medalha de Bronze. O Campeonato contou com a participação de mais de 1700 atletas de 101 países representados. No segmento, foi direto de Milão para o Campeonato Brasileiro em Curitiba onde conquistou dois Ouros e duas Pratas, levando Cabo Frio novamente ao pódio por quatro vezes.

Após ter sofrido um acidente em 2010, ano em que ingressou na modalidade por terapia, Aline galgou novos horizontes dentro da Canoagem, iniciando sua carreira em 2012, sendo Campeã Mundial, Brasileira e Sul-americana no mesmo ano. Em 2013 conquistou o Sul americano, mas não conseguiu ir para o Mundial na Alemanha por falta de patrocínio. 

Em 2014 foi Campeã Mundial, mas foi desclassificada por ter remado em raia trocada. Em 2015, Aline Lopes foi campeã sul-americana e pan-americana, antes de ir para o mundial.

Neste fim de semana, 03 e 04 de Outubro, será realizado na Praia do Forte, em Cabo Frio, o Campeonato Brasileiro de Canoagem Va'a (longa distância) e nossa Paratleta estará presente e será homenageada.

Aline Lopes coleciona mais de 30 medalhas representando Cabo Frio pelo Brasil e Mundo afora.


Texto 1º parte : Rosália Moreira
Texto 2º parte : Paratleta - Raissa Carvalho
Fotos : Divulgação - foto 1
             Aline Lopes e Sec. de Turismo Dirlei Pereira - Foto 2