Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

Cabofriense campeão carioca do Fut-7 - Esporte Wagner Augusto

A Cabofriense conquistou o Campeonato Carioca de Futebol 7 ao derrotar o Vasco, na manhã deste domingo, em Niterói, no Rio de Janeiro. O título inédito veio apenas nas cobranças de shoot outs (o equivalente aos pênaltis), após empate sem gols no tempo normal. A equipe da Região dos Lagos e venceu por 2 a 1 para fazer a festa no gramado do Colégio Salesiano.

A conquista acabou saindo dos pés do jogador mais conhecido em campo, mas não como herói.Vander Carioca, que brilhou por muitos anos na seleção brasileira de futsal, desperdiçou a cobrança que deu o título à Cabofriense. No primeiro jogo, no sábado, houve empate por 1 a 1.

O Vasco iniciou a partida melhor, marcando pressão no campo da Cabofriense. Porém, o time da Região dos Lagos resistiu, e o sol forte fez com que a equipe cruz-maltina perdesse o ímpeto inicial. A segunda etapa foi mais marcada pelo equilíbrio na posse de bola, mas com o Vasco criando mais oportunidades. Na melhor delas, Zé Renato parou na trave após desvio de Deko. O goleiro voltou a salvar a Cabofriense ao fazer linda defesa numa bomba de Romarinho. Daniel Miranda, cara a cara, ficou com o rebote, mas bateu fraco e permitiu a defesa adversária.

Pelo lado da Cabofriense, muita cautela e apenas uma boa chance com Dieguinho, que desperdiçou um rebote dentro da área. Com o fim do tempo regulamentar, a decisão foi para os shoot outs. Os dois times trocaram de goleiro. Rubão foi para a meta alvinegra, enquanto Moranga assumiu o posto rival.

Maicon abriu o placar. Gaúcho deixou tudo igual para os vascaínos. Rubão defendeu o chute de Aílton, mas Moranga não permitiu a vantagem dos cruzmaltinos. O goleiro, que no sábado já havia defendido um pênalti, salvou a cobrança de Luizinho.

Wanderson fez 2 a 1 para a Cabofriense, deixando a Vander Carioca a obrigatoriedade de marcar para manter o Vasco na briga. O veterano avançou e, com categoria, deslocou o goleiro. Mas a bola bateu na trave e não entrou por pouco.

Foi o suficiente para dar início à comemoração do time de Cabo Frio. Um princípio de confusão foi contornado após Moranga ter dito que "não adiantava roubar". Daniel Miranda partiu para cima do adversário, mas foi contido e depois aceitou o pedido de desculpas.

Apesar de triste por não ter ficado com a taça e por ter perdido o shoot out decisivo, Vander Carioca disse estar muito feliz com a oportunidade de ter disputado o torneio.
.
- Fui recebido muito bem no fut7. Torço para que o esporte cresça ainda mais, ano que vem eu penso em voltar ao futsal, mas espero um dia voltar ao fut7 - disse o jogador, de 39 anos


Fonte : Globo.com
Foto   : Daniel Olivera
.