Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

Rodada do fim de semana - Esporte com Wagner Augusto

No dia em que se despediu de Tite, novo técnico da Seleção Brasileira, e recepcionou o substituto Cristóvão Borges em Itaquera, o Corinthians conquistou uma importante e suada vitória por 3 a 1 sobre o Botafogo. O resultado positivo deste domingo foi o primeiro do currículo do interino Fábio Carille em quatro partidas disputadas pelo clube.
Apesar do triunfo, Cristóvão teve com o que se preocupar de um camarote de Itaquera. O treinador que será oficialmente apresentado na segunda-feira viu um desorganizado Corinthians abrir o placar com Bruno Henrique, mas também ser vazado em um chute cruzado de Leandrinho – defensável, segundo o próprio Cássio. Já sem o goleiro, que acusou um mal-estar e foi substituído por Kaique França, os donos da casa melhoraram e alcançaram a vitória com gols de Marquinhos Gabriel e, outra vez, Bruno Henrique no segundo tempo.
Os três pontos levaram o Corinthians a 16 na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, três atrás dos líderes Palmeiras e Internacional, e garantiram a reação após as derrotas por 1 a 0 para o grande rival e para o Fluminense. Já o Botafogo, que vinha de uma vitória por 3 a 1 sobre o América-MG, permaneceu com 8.
Os times alvinegros de São Paulo e do Rio de Janeiro voltarão a campo na quarta-feira. Enquanto o Corinthians visitará o Atlético-MG no Mineirão, na estreia de Cristóvão Borges, o Botafogo buscará a sua reabilitação diante do Figueirense, em Juiz de Fora.

Foto: Djalma Vassão


BOLA NA TRAVE, PÊNALTI PERDIDO E EMPATE COM SABOR AMARGO. FLA 2 X 2 SÃO PAULO

O São Paulo saiu duas vezes na frente do placar, mas cedeu o empate por 2 a 2 ao Flamengo, neste domingo, no Mané Garrincha, e perdeu a chance de entrar no G4 nesta nona rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado, que manteve o time na quinta posição, com 14 pontos, poderia ter sido pior se Alan Patrick não tivesse desperdiçado um pênalti já nos acréscimos do segundo tempo.
Calleri inaugurou o placar aos 11 minutos do primeiro tempo, após um passe genial de Ganso. Mas o Flamengo buscou o empate onze minutos depois, após Rodrigo Caio marcar um gol contra. O argentino voltou a colocar o São Paulo na frente, com um gol de cabeça, aos seis do segundo tempo. Só que Willian Arão aproveitou uma desatenção defensiva para igualar pela segunda vez, aos 13 minutos.
Após a nova igualdade, Calleri perdeu a cabeça e se irritou com a arbitragem. Ele recebeu um cartão amarelo por reclamação, aos 20 da etapa complementar, mas não parou de argumentar com o juiz Elmo Resende. Três minutos depois, com o jogo paralisado para uma substituição, Calleri voltou a questionar o árbitro, recebeu o segundo amarelo e foi expulso de campo.
Sem o artilheiro, o São Paulo fará seu próximo jogo no Brasileirão nesta quinta-feira, contra o Sport, no estádio do Morumbi. No dia anterior, o Flamengo viajará até o Recife para enfrentar o Santa Cruz, no estádio do Arruda. O empate deixou os rubro-negros com os mesmos 14 pontos do Tricolor, mas na sexta colocação do campeonato.

Foto: Rubens Chiri


FLUMINENSE PERDE COM GOL NO FINALZINHO

Em jogo movimentado, mas de pouco brilho técnico, o Sport derrotou o Fluminense por 2 a 1, em partida disputada na tarde deste domingo, na Ilha do Retiro. O gol da vitória rubro-negra foi marcado aos 45 minutos por Diego Souza. O resultado fez o time pernambucano, que não vencia há três jogos, chegar aos oito pontos e subir para a 18ª posição. O Fluminense é o 11º colocado com 13 pontos conquistados.
A vitória premiou o espírito de luta demonstrado pela equipe do Leão que não chegou a ser brilhante, mas mostrou muita vontade. O Fluminense esboçou uma certa superioridade na primeira etapa, mas acabou sendo um time burocrático pelo decorrer da partida.
Na próxima rodada, o Sport vai ao Morumbi, enfrentar o São Paulo; O Fluminense vai receber o Santos, em Volta Redonda.

Foto: Mailson Santana


MACAÉ PERDE MAIS UMA E SEGUE NO Z2

Mais um capítulo para a má fase que o Macaé vive na Série C do Brasileiro. Na tarde deste sábado (18), o Alvianil Praiano foi derrotado pelo Mogi Mirim (SP) por 1 a 0, somando sua quarta derrota seguida e se manteve na zona de rebaixamento à Série D do Nacional. Trauma dos últimos jogos, mais uma vez o time do Norte Fluminense sofreu gol no final da partida, com Matheus Ortigoza, aos 37 do segundo tempo. A equipe se mantém com três pontos e na nona colocação no Grupo B.

Na próxima rodada, o Macaé viaja até o Rio Grande do Sul para encarar o Ypiranga (RS) no Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim (RS), no domingo (26) às 16 horas.


Foto: Tiago Ferreira


JOGANDO EM CASA, VASCO PERDE O JOGO E A INVENCIBILIDADE

O Vasco não perdia em São Januário desde o dia 26 de julho de 2015, quando foi derrotado pelo Palmeiras. A longa invencibilidade terminou na tarde deste sábado, quando a equipe cruz-maltina sofreu um revés de 2 a 0 para o Paysandu. Ainda assim, o Vasco manteve a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro com 22 pontos ganhos. O Papão agora ocupa a 13ª posição com 12 pontos. Jhonnatan marcou os dois gols da vitória da equipe paraense.
O resultado premiou a disciplina tática do Paysandu que soube marcar e aproveitou os espaços concedidos pelo adversário, principalmente no segundo tempo, quando o técnico Jorginho substituiu os dois volantes por atacantes, mas não conseguiu seus objetivos. Ao final, os jogadores cariocas foram muito vaiados pela torcida. Na próxima rodada, o Vasco vai visitar o Londrina, no estádio do Café, enquanto o Paysandu vai receber o Joinville, na Curuzu.

Foto: Paulo Fernandes