Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

Futebol - Esporte com Wagner Augusto

O Flamengo segue vivo na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Em partida emocionante, disputada na tarde deste domingo, no estádio Kleber Andrade, em Cariacica, o Rubro-negro da Gávea derrotou o Cruzeiro, de virada, por 2 a 1. O resultado fez o Flamengo chegar aos 43 pontos ganhos, um a menos do que o líder Palmeiras. A derrota complicou a situação do Cruzeiro que continua com 30 pontos e ocupa a 17ª posição.
Os dois times atuaram de forma ofensiva, mas o Flamengo acabou premiado pela objetividade dos seus atacantes e manteve a sua invencibilidade em partidas disputadas no Espírito Santo. O time mineiro saiu na frente com Rafinha, já no segundo tempo, mas o time da Gávea não se abalou e conseguiu marcar com Mancuello e Paolo Guerrero para festa da torcida que lotou o estádio.
Na próxima rodada, o Flamengo vai enfrentar o São Paulo, no Morumbi. O Cruzeiro vai receber o Grêmio no Mineirão.

Foto: Gilvan de Souza

BOTAFOGO PERDE PARA O LANTERNA AMÉRICA-MG


Em uma noite em que os refletores do Independência apagaram por duas vezes, o lanterna do Campeonato Brasileiro conseguiu mais um importante feito na sua luta particular para permanecer na primeira divisão. Em bom confronto neste sábado, o América-MG venceu o Botafogo, por 1 a 0, em duelo válido pela 27ª rodada do certame nacional.
Enquanto muitos já garantem que uma das vagas para a segunda divisão em 2017 já é do América, o técnico Enderson Moreira trabalha para que isso não aconteça. O resultado ainda deixa o América na última colocação do Campeonato Brasileiro, com 21 pontos, mas mostra bastante evolução. Já o Botafogo tem seu crescimento travado pelo Coelho, segue com 38, na nona colocação.
A partida do sábado à noite foi movimentada, com boas oportunidades para os dois lados. O Botafogo manteve a mesma postura durante todo o jogo, fazendo um duelo tático interessante se colocando bem em campo. O América vem mostrando melhora a cada jogo, mas o que chama a atenção é a vontade que o lanterna tem em campo.
O América agora terá o Coritiba, no Couto Pereira, na próxima segunda-feira, às 21h (de Brasília). Já o Botafogo retorna ao Rio de Janeiro e recebe o Corinthians, no sábado, às 16h30.


GUERREIROS TRICOLORES SE VINGAM DO TIMÃO EM ITAQUERA

Eliminado da Copa do Brasil pelo Corinthians há quatro dias, chiando bastante da arbitragem em Itaquera, o Fluminense retornou à Zona Leste de São Paulo na tarde deste domingo e comemorou uma vitória suada. O gol do triunfo por 1 a 0, de Cícero, foi anotado apenas aos 49 minutos do segundo tempo e aproximou o time carioca da zona de classificação para a Copa Libertadores da América do Campeonato Brasileiro.
O Fluminense totaliza agora 43 pontos ganhos, um de vantagem para o Atlético-PR, dois em relação ao Corinthians e só dois atrás do quarto colocado Santos. No sábado, a equipe dirigida por Levir Culpi receberá o Sport em Edson Passos, enquanto a interinamente comandada por Fábio Carille visitará o Botafogo na Ilha do Governador.


VASCO FICA TRANQUILO NA LIDERANÇA AO VENCER O ATLÉTICO-GO

O Vasco recuperou a liderança isolada do Campeonato Brasileiro Série B ao derrotar o Atlético-GO por 2 a 0, em partida disputada na tarde deste sábado, em São Januário. Os dois times estavam empatados na ponta e a vitória fez a equipe cruz-maltina se isolar na primeira posição com 51 pontos ganhos. O Atlético segue com 48 pontos, na segunda colocação. Éderson marcou os dois gols da equipe carioca.
Na presença de Tite, técnico da Seleção Brasileira, Vasco e Atlético-GO travaram um duelo equilibrado com muitas jogadas de perigo nas duas áreas. Os goleiros Martín Silva e Kléver apareceram muito bem, mas o time dirigido por Jorginho soube aproveitar melhor as oportunidades que apareceram durante o jogo e conseguiu a importante vitória.
Na próxima rodada, o Vasco visita o Náutico, na Arena Pernambuco. Já o o Atlético-GO recebe o Joinville, no Estádio Olímpico.

Volta Redonda - Macaé - Flamengo - Fluminense - Vasco - Botafogo - Rodada do Fim de semana com Wagner Augusto

O Rio de Janeiro terá duas equipes representando o estado na Série C do Campeonato Brasileiro para 2017. 

Além do Volta Redonda, que subiu da quarta divisão, o Macaé confirmou a sua permanência na tarde deste domingo (18), ao ficar no empate com o Botafogo (SP) por 1 a 1 no estádio Moacyrzão, no Norte Fluminense.


Filipe, de cabeça, abriu o marcador para a Pantera de Ribeirão Preto, no início da etapa final. 


O Alvianil Praiano chegou ao empate na reta final de jogo, já nos acréscimos, com Ebert, de cabeça, após cobrança de escanteio.


Foto: Internet


VOLTA REDONDA VENCE E VAI À FINAL NA SÉRIE D


O Volta Redonda está na final da Série D do Campeonato Brasileiro. Diante de mais de 3 mil torcedores, o Tricolor de Aço bateu o Moto Clube (MA) por 3 a 1 na noite deste sábado (17), no Raulino de Oliveira, e garantiu a presença na decisão, já que o jogo de ida terminou empatado. O adversário do Voltaço será conhecido neste domingo (18), no confronto entre CSA (AL) e São Bento (SP). Na primeira partida, os alagoanos venceram por 2 a 0.

David (duas vezes) e Dija Baiano marcaram os tentos que garantiram o triunfo do Volta Redonda, que vai tentar o primeiro título do estado do Rio de Janeiro nesta divisão. O melhor resultado foi um vice-campeonato, com o Macaé, em 2009. Em 2010, o Madureira terminou em terceiro, mas herdou a segunda posição nos tribunais por conta de uma confusão envolvendo o América (AM).

Foto: Paulo Dimas


FLAMENGO VENCE E CONTINUA NA COLA DO VERDÃO

O Flamengo mostrou que segue na briga pelo título do Campeonato Brasileiro, ao vencer o Figueirense por 2 a 0, neste domingo, no Pacaembu. Com o resultado, os rubro-negros chegaram a 50 pontos e permanecem apenas um atrás do líder Palmeiras. Já os catarinenses seguem com apenas 28, dentro da zona de rebaixamento.
Os cariocas contaram com a presença da torcida no Pacaembu, e dominaram o confronto. O Flamengo foi para o intervalo a frente no marcador após gol de Willian Arão. No segundo tempo, Diego fez de pênalti para sacramentar o triunfo rubro-negro na manhã deste domingo.
Na próxima rodada, o Flamengo terá pela frente o Cruzeiro, no próximo domingo, em Cariacica. No mesmo dia, o Figueirense vai receber o Santa Cruz, no Orlando Scarpelli, em duelo de desesperados.


Foto: Fernando Dantas

FLUMINENSE VENCE FORA DE CASA E SOBE NA TABELA

O Fluminense mostrou que segue na briga pelo G4 do Campeonato Brasileiro ao derrotar por 1 a 0 o Grêmio, neste domingo, em Porto Alegre. Com o resultado, os cariocas chegaram a 40 pontos e chegaram a sexta posição. Já os gaúchos seguem com 37 e caíram ainda mais na classificação.
O Grêmio teve mais posse de bola durante os 90 minutos, mas foi pouco efetivo no ataque. Já o Fluminense foi o oposto e chegou a vitória com gol ainda no primeiro tempo, de Gustavo Scarpa.
Na próxima rodada, o Fluminense vai atuar novamente fora de casa, desta vez contra o Corinthians, em São Paulo, no domingo. No mesmo dia, o Grêmio vai receber a Chapecoense, mais uma vez em sua casa.

VASCO VENCE E SE GARANTE NA LIDERANÇA DA SÉRIE B

O Vasco derrotou o Joinville por 2 a 0, na noite desta sexta-feira, em São Januário, resultado que afastou a crise que vem rondando o clube nas últimas semanas, por causa do desempenho irregular do time nas últimas partidas.
A vitória fez a equipe cruz-maltina subir para 48 pontos ganhos e abrir vantagem sobre os seus perseguidores diretos no Campeonato Brasileiro da série B, garantindo a liderança da competição por mais uma rodada. O Joinville segue na penúltima colocação com 24 pontos e está cada vez mais ameaçado de rebaixamento.
Na próxima rodada, o Vasco vai enfrentar o Atlético-GO, em São Januário. O Joinville vai encarar o Avaí, na Arena Joinville.



BOTAFOGO VENCE E SONHA COM G-4

O Botafogo se recuperou da derrota no meio de semana para o Santos ao vencer por o Vitória por 1 a 0, neste domingo, no Barradão. Com o resultado, os alvinegros chegaram a 38 pontos, terminam a rodada na nona colocação e voltam a sonhar em entrar no G4 do Campeonato Brasileiro. Já os baianos seguem com 29, fora da degola, mas podem fechar a rodada na zona de rebaixamento em caso de triunfo do Internacional sobre o América-MG nesta segunda-feira.

Na próxima rodada, o Botafogo vai até Belo Horizonte para enfrentar o lanterna América-MG, no sábado. No dia seguinte, o Vitória vai receber o São Paulo no Barradão.

Tristeza para os torcedores da Portuguesa - Time é rebaixado para a quarta divisão

A QUERIDA PORTUGUESA, A LUSA, É REBAIXADA PARA A QUARTA DIVISÃO

A Associação Portuguesa de Desportos foi rebaixada para a Série D do Campeonato Brasileiro na tarde deste domingo. Na condição de visitante, o tradicional time rubro-verde perdeu por 2 a 0 para o Tombense, resultado que provoca a queda à última divisão do futebol nacional.
Com uma campanha de quatro vitórias, dois empates e 12 derrotas, a Portuguesa alcançou apenas 14 pontos ganhos, terminando na penúltima posição do Grupo B da Série C do Brasileiro. O Guaratinguetá, com míseros quatro pontos, já estava rebaixado.
O Tombense inaugurou o marcador diante da Portuguesa aos 29 minutos do primeiro tempo. Após chute de Ewerton Maratona, a defesa rubro-verde conseguiu travar. Mas a bola sobrou para Alex, que tocou no canto esquerdo de Pegorari e colocou o time da casa em vantagem.
No Rio de Janeiro, em partida iniciada no mesmo horário, o Botafogo-SP fez 1 a 0 no Macaé, concorrente direto da Portuguesa na fuga do rebaixamento. Assim, se a equipe rubro-verde virasse a partida contra o Tombense, permaneceria na Série C do Brasileiro.
A Portuguesa, no entanto, não conseguiu fazer sua parte e ainda sofreu o segundo gol aos 24 minutos da etapa complementar. Gedeilson recebeu livre pela direita e cruzou. Após chute de Ewerton Maratona no travessão, Bileu pegou a sobra, limpou e chutou com precisão.
Fundada em 14 de agosto de 1920, a Lusa costumava participar da elite do futebol nacional e foi vice campeã em 1996. Ídolos como Djalma Santos, Julinho Botelho, Ivair, Enéas, Dener e Zé Roberto, entre outros, defenderam o clube, campeão paulista (1973), do Rio-São Paulo (1952 e 1955) e da Série B (2011).
A Portuguesa disputou a Série A do Campeonato Brasileiro em 2013 e acabou rebaixada após punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pela escalação irregular de Heverton contra o Grêmio. Desde então, o clube não conseguiu se reerguer.
Em situação dramática esportivamente, a Portuguesa também está em crise administrativa. Atolado em dívidas, o clube pode ver parte do Canindé, seu principal patrimônio, leiloada no próximo mês de novembro para quitar débitos trabalhistas e empréstimos.

Foto: Sergio Barzaghi

Arbitro morre apos ser atingido na cabeça pelo disco em partida de Hóquei no gelo

A federação tcheca de hóquei no gelo anunciou que o árbitro Pavel Lainka morreu no último dia 10 de setembro aos 24 anos em decorrência de um acidente sofrido durante uma partida Sub-16.

Segundo a agência de notícias AP, Lainka foi atingido pelo disco na cabeça durante o jogo de exibição entre as equipes Brno e Sumperk e passou duas semanas internado no hospital tentando se recuperar da pancada.

Antes de se tornar árbitro, Lainka praticou o esporte quando jovem e chegou a jogar em ligas inferiores na República Tcheca.

Lainka será homenageado nos próximos jogos de hóquei no país com um minuto de silêncio.






Fonte : UOL
Foto   : Internet

Carlos Alberto declara querer jogar no Flamnengo mas o clube diz não

Carlos Alberto abriu seu coração e revelou o sonho de jogar no Flamengo. No último domingo, durante participação no programa "Resenha ESPN", o meia do Figueirense comentou suas passagens pelo futebol carioca e citou o clube rubro-negro como "aquela grande mulher que a gente sempre quer ter". Ainda assim, apesar da cavada na televisão, a tal mulher não tem muitos olhos para o atleta neste momento.

Em entrevista à Rádio Brasil na manhã desta segunda-feira, o vice-presidente de futebol do clube da Gávea, Flávio Godinho, descartou qualquer chance de namoro entre as partes por enquanto.

"Carlos Alberto é um grande jogador, já jogou em todos os clubes do Rio de Janeiro. Qualquer bom jogador interessa, temos que analisar as oportunidades. Mas nosso foco agora está totalmente voltado para a disputa em curso. Não estamos nem cogitando nenhuma contratação. Ano que vem quem sabe uma reformulação de elenco, é outra coisa, podemos estudar caso a caso. Agradeço muito a manifestação carinhosa dele, mas, no momento, nosso foco é o Campeonato Brasileiro", explicou o cartola.

Além do sonho de defender o Flamengo e da recusa em um teste no clube na década de 90, Carlos Alberto comentou suas passagens por Fluminense, Botafogo e Vasco.


"Joguei em três clubes do Rio, mas tem um que eu preciso ter uma história com esse. O Fluminense é minha mãe, que me criou, me formou, me ensinou a ter princípios. O Vasco foi uma grande namorada que eu tive, me casei, tive meus filhos. E o Botafogo foi aquele meu 'affair' que eu tive, saí, voltei. E tem aquela grande mulher que a gente sempre quer ter, que eu vou namorar ela um dia, vou casar e aí parei com todas as mulheres e vai ser essa aí. Amo desde criança, mas me rejeitou em 1994, quando eu tinha nove anos", relembrou.





Fonte e foto : UOL ESporte

Resumo do Futebol no fim de semana - Esporte com Wagner Augusto

Não era isso que imaginava o torcedor do Cruzeiro quando saiu de casa, na tarde deste domingo, para acompanhar o duelo contra o Botafogo, no Mineirão, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. Afinal, o grupo de Mano Menezes vinha em uma série de sete jogos sem uma derrota e em crescimento no torneio nacional. O time da estrela solitária, porém, não tomou conhecimento disso e, em Belo Horizonte, venceu bem por 2 a 0, com gols de Canales e Camilo.

O resultado deixa o clube carioca na oitava colocação, com 35 pontos. Já a Raposa perde uma posição e cai para o 13º lugar, com 29.

Foto: O Globo



FLAMENGO VENCE DE VIRADA E PERMANECE NA VICE-LIDERANÇA


O Flamengo derrotou o Vitória, de virada, por 2 a 1 e se manteve na briga pela liderança do Campeonato Brasileiro. O jogo foi realizado na noite deste sábado, no Barradão, e o resultado fez a equipe carioca chegar aos 46 pontos ganhos um a menos que o Palmeiras. O Leão da Barra, por sua vez, segue na zona do rebaixamento. O rubro-negro baiano soma 26 pontos ganhos e ocupa a 18 ª posição na tabela de classificação.

Na próxima rodada, o Flamengo enfrenta o Palmeiras, em São Paulo. Já o Vitória encara o Internacional, em Porto Alegre.



VASCO VENCE O OESTE E FAZ A PAZES COM A VITÓRIA

Depois de cinco partidas, o Vasco voltou a vencer no Campeonato Brasileiro da Série B. Em jogo disputado na tarde deste sábado, em São Januário, a equipe carioca derrotou o Oeste por 3 a 2. O resultado manteve o Cruzmaltino na liderança da competição, com 44 pontos ganhos, enquanto a equipe de Itápolis segue com 30 pontos, na 14ª posição. Nenê, Ederson e Yago Pikachu marcaram os gols do time da casa, enquanto Ricardo Bueno e Crysan anotaram os tentos dos visitantes.
Na próxima rodada, o Vasco visita o Goiás, no Serra Dourada. Já o Oeste enfrenta o Criciúma, no Heriberto Hülse.

SEGUE O CALVÁRIO DO MACAÉ: MAIS UMA DERROTA!

O sofrimento pode ir até a última rodada. Na manhã deste domingo (11) no Estádio Alfredo Jaconi, o Macaé até saiu na frente do marcador, mas sofreu a virada para o Juventude (RS) e perdeu por 2 a 1, seguindo ameaçado de rebaixamento. Existe a possibilidade do Alvianil Praiano se livrar da degola ainda neste domingo, mas para isso, a Portuguesa (SP) terá que perder para o Guaratinguetá (SP), em jogo que vai acontecer às 19h30min.

Na última rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, o Macaé recebe o Botafogo (SP), no Estádio Claudio Moacyr de Azevedo, às 16h de domingo (18).

Bruno Soares vence Aberto dos EUA

Jogando em parceria com o britânico Jamie Murray, 30, o brasileiro Bruno Soares, 34, conquistou neste sábado (10) a chave masculina de duplas do Aberto dos Estados Unidos de tênis. O conjunto bateu na decisão os espanhóis Pablo Carreño Busta e Guillermo Garcia-López (2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/3), e com isso igualou um feito que havia sido registrado em 2013 pelos norte-americanos Bob e Mike Bryan.

Até este sábado, os irmãos eram os últimos duplistas com dois títulos em torneios de Grand Slam num mesmo ano. Soares e Murray já haviam conquistado em 2016 o Aberto da Austrália, que aconteceu pouco depois e a parceria entre eles ser montada.

"Nossa dupla vem dando muito certo. Tenho um ótimo parceiro, o Bruno, que é um cara ótimo nas devoluções. Isso é muito bom para quem está na rede. Tem sido um ano incrível para nós", disse Murray. "Gostaria de agradecer à minha equipe, aos meus fãs e aos meus familiares", completou Soares.

Foi a quarta decisão de Soares no Aberto dos Estados Unidos. O brasileiro já havia chegado à partida final de duplas masculinas em 2013, jogando com Alexander Peya, e nos conjuntos mistos em 2012 e 2014.


Murray também já tinha chegado a uma disputa de título em Flushing Meadows no ano passado, jogando com John Peers, mas também ficou com o vice.

Neste sábado, porém, pesou a experiência acumulada pelo brasileiro e pelo britânico. Carreño Busta e Garcia-López jamais haviam ido além de uma terceira rodada em um Grand Slam, e essa falta de lastro foi traduzida em uma grande quantidade de erros.

Desde o início, Soares e Murray foram mais consistentes. Ainda que tenham cometido mais duplas faltas, os dois cederam menos pontos não forçados e trabalharam mais com o primeiro serviço.

Ainda que os espanhóis tenham trabalhado melhor com o segundo saque, Soares e Murray não foram ameaçados. O domínio foi levemente superior no primeiro set, mas persistiu por toda a partida.




Fonte e Foto : UOL Esporte

Abertura dos Jogos Paraolímpicos foi tão lindo quanto da Rio 2016.

Os Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro tiveram abertura oficial em cerimônia nesta quarta-feira (7), com direito a salto radical em megarrampa, mudança de roteiro na última hora, exaltação de símbolos tipicamente cariocas e até um momento de "Maracanã cego" - um dos pontos altos da festa, quando as luzes do estádio foram apagadas para estimular outros sentidos do público.

Clodoaldo Silva, nadador dono de seis medalhas de ouro paraolímpicas, todas conquistadas em Atenas-04, foi o responsável por acender a tocha.

Também chamaram a atenção o quebra-cabeça montado com as peças trazidas por cada delegação, com a imagem de um coração pulsante ladeado por flores, e a entrada da bandeira paraolímpica no estádio, carregada por crianças com deficiência motora, acompanhadas de seus país. Os presentes, de pé, aplaudiram a cena.
Salto radical abre os Jogos





Após contagem regressiva no Maracanã, a Paraolimpíada foi oficialmente inaugurada com o salto do cadeirante Aaron Wheelz na “megarrampa” – aquela mesma dos skatistas. O homem passou por dentro de um número zero, deu um mortal e caiu em um colchão. E levantou o público.

Antes da cerimônia, Leo Caetano, diretor de cerimônias do Comitê Rio 2016, explicou a intenção da cena: “Haverá o salto de uma megarrampa, e será feito por um cadeirante. O objetivo é que o público veja que se tratam de coisas espetaculares, mas não porque são feitas por pessoas com deficiências. São coisas incríveis porque são coisas incríveis, ponto".

O primeiro paratleta brasileiro a aparecer na festa de abertura foi Daniel Dias, nadador dono de 11 medalhas de ouro paraolímpicas, mostrado em projeção atravessando o palco a nado. As projeções também foram marca das cerimônias de abertura e encerramento da Olimpíada.
"Fora, Temer", filas longas e... Gisele?



imagem: Zanone Fraissat/FOLHAPRESS

Mesmo antes de a cerimônia começar no Maracanã, três episódios chamaram a atenção: dentro do estádio, o público, em coro, protestou contra o presidente da República, Michel Temer, com gritos e vaias. O "fora, Temer" ouvido nas arquibancadas durou cerca de 10 segundos.

Temer, aliás, foi alvo de protestos em mais duas oportunidades, ambas com a festa em andamento: no momento do hino brasileiro, tocado no piano pelo maestro João Carlos Martins, e quando decretou a abertura das Paraolimpíadas, em breve fala.

O mascote Vinícius promoveu momento de descontração para alegrar os presentes. Ele reproduziu uma das partes mais elogiadas da abertura das Olimpíadas do Rio, quando a modelo Gisele Bündchen atravessou o Maracanã em desfile de mais de 100 metros - e o fez vestindo um vestido igual ao da estrela.

O ponto negativo da "pré-festa" foi visto do lado de fora: longas filas irritaram quem compareceu ao evento. A do portão D, caso mais crítico, chegou a 1,8 km de distância.
Um show bem carioca e o hino nacional



imagem: AFP PHOTO / TASSO MARCELO

Logo no início, a cerimônia teve roda de samba com Xande de Pilares, homenagem ao músico Cartola, representação de uma manhã na praia – com direito a barracas, surfistas, areia, água, vendedores de mate... – e referência aos aplausos ao pôr do sol no Arpoador.

Os signos bem cariocas foram seguidos pelo hino nacional, tocado no piano pelo maestro João Carlos Martins. Este era um dos momentos mais esperados do evento, e se consolidou como um dos mais emocionantes. Ao fim, o público, de pé, o aplaudiu.
Mudança de roteiro na última hora

As delegações entraram em cena antes do previsto por pedido dos paratletas, que queriam assistir ao máximo possível da cerimônia. A solução encontrada foi realizar a apresentação das estrelas logo depois do hino brasileiro (parte do show que durou cerca de 1h50) para logo depois darem sequência ao espetáculo.

A porta-bandeira do Brasil foi Shirlene Coelho, atual campeã paraolímpica no lançamento de dardo – e medalhista de prata em Pequim-2008. Ela foi escolhida por voto dos paratletas - os que têm competição agendada para a manhã de quinta-feira, como Daniel Dias, estavam fora da disputa.

Os brasileiros, é claro, foram os mais festejados, aplaudidos de pé por todo o estádio - até Temer, ao lado da mulher, levantou-se. Foi a única vez que a música deixou de ser uma batida genérica: os paratletas do país-sede entraram no Maracanã acompanhados pela música "O Homem Falou", de Gonzaguinha. A modelo e apresentadora Fernanda Lima entrou no estádio junto às estrelas nacionais.

Espanha e Estados Unidos se mostraram as delegações mais animadas na entrada. Vale destaque também para Tonga: lembra do "besuntado" da Olimpíada? Então, os porta-bandeiras dos paratletas na Paraolimpíada também se apresentaram com os corpos brilhando. Veja abaixo.



imagem: REUTERS/Ricardo Moraes


O quebra-cabeça: coração pulsante



imagem: AP Photo/Silvia Izquierdo



Uma das maiores expectativas da cerimônia de abertura era a montagem do quebra-cabeça das delegações - cada uma entrou com uma peça no Maracanã. No fim, com a última peça sendo a brasileira, a imagem montada, com ajuda de uma projeção para dar movimento, foi a de um coração pulsante, ladeado por flores.
Maracanã no escuro



imagem: REUTERS/Jason O'Brien

Logo depois dos discursos de Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), e Philip Craven, presidente do Comitê Paralímpico Internacional (CPI), e do presidente da República, Michel Temer, decretar abertura oficial dos Jogos, o espetáculo continuou. E "cegando" o Maracanã.

As luzes foram apagadas para estimular os outros sentidos do público. Bailarinos carregaram bastões iluminados, que representam guias usadas por pessoas com deficiência visual.

"Este é um ponto central da cerimônia desde o início do processo criativo. Queremos derrubar essa coisa da necessidade da visão, do 'ver para crer'. O público vai ser instigado a usar todos os sentidos", explicou Fred Gelli, um dos diretores criativos da cerimônia.
Entrada da bandeira paraolímpica emociona público

O público se emocionou com a entrada da bandeira paraolímpica no estádio do Maracanã, carregada por crianças com deficiência motora acompanhadas de seus pais.

Cada dupla formada por uma criança e um adulto vestia uma espécie de macacão que os unia. O movimento era dado pelas pernas dos pais, e a felicidade de todos os protagonistas foi contagiante.


Fonte : UOL ESPORTE
Texto : Bruno Braz e Daniel Brito - UOL, no Rio de Janeiro
Fotos : UOL ESPORTE

Paraolimpíada já tem quase 2 milhões de ingressos vendidos

As vendas de ingressos para eventos dos Jogos Paraolímpicos, que começam na próxima quarta-feira (7) e vão até o dia 18, quintuplicaram desde o encerramento da da Olimpíada, em 21 de agosto.

Segundo a organização do evento, já foram vendidos 1,6 milhão de ingressos até o momento. Foram colocados à venda 2,5 milhões de entradas.

Até o dia 21, data do encerramento da Olimpíada, apenas 300 mil ingressos tinham sido vendidos, o que causou apreensão na organização. Na época, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, anunciou que o Parque Olímpico da Barra da Tijuca, onde ocorrem a maior parte das competições, seria aberto ao público, mesmo para aqueles sem ingresso para uma competição específica.

Na Olimpíada, apenas portadores de ingressos tinham acesso ao local.

Ao que tudo indica, o esforço para turbinar o interesse pelos jogos surtiu algum efeito. No dia 20 de agosto, um sábado, por exemplo, quando ainda ocorriam os Jogos Olímpicos, somente 16 mil ingressos para a competição paraolímpica foram vendidos.



Fonte : Folha de São Paulo
Foto   : Portal Brasil

Pilotos saem no tapa apos a corrida


O GP da Itália contou com uma reedição de uma briga que vem desde os tempos de categoria de base entre Felipe Nasr e Jolyon Palmer. E, como era de costume nos dias em que os pilotos lutavam pelo título da GP2, sobraram farpas entre os dois.

Nasr e Palmer se encontraram logo nas primeiras voltas do GP. O brasileiro defendia sua posição por dentro na saída da primeira variante quando os dois se tocaram e, pouco tempo depois, abandonaram. Os comissários consideraram o piloto da Sauber culpado e lhe deram uma punição, cumprida pelo piloto antes do abandono definitivo, mas o brasileiro não acredita que tenha sido culpado pelo toque.

"No meu ver, é muito claro: toda vez que temos as reuniões entre os pilotos, destacamos que, quando um carro está tentando uma ultrapassagem, é ele que tem de ver o tamanho do risco ou tirar o pé para não causar um acidente. Fiquei surpreso, mas é coisa de corrida. Agora é andar em Cingapura e tentar um final de semana sem problemas desta vez", afirmou ao UOL Esporte.

Seu antigo desafeto, por outro lado, não poupou críticas. "Ele não disputou de maneira justa e acabou com a corrida dos dois", disse o inglês à Sky Sports. "Acho que deveria ser punido na próxima corrida, porque ele acabou com meu GP. Temos de disputar de maneira justa e se você apertar alguém quando está lado a lado a única escolha que tenho é ir para a brita ou bater. Tem piloto disputando melhor na GP2 e GP3."


Fonte  : UOL Esporte
Foto  :Mark Thompson/Getty Images





Abertura da Paralimpíada terá samba, dança adaptada e surpresa na pira

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, novidades sobre a Cerimônia de Abertura dos Jogos Paralímpicos foram divulgadas. O evento contará com dança adaptada, milhares de voluntários e cantores como Diogo Nogueira, Maria Rita e Xande de Pilares.

Marcelo Rubens Paiva, escritor, dramaturgo e um dos diretores da Cerimônia, falou sobre a importância da abertura. "A partir de Atenas 2004, os Jogos Paralímpicos ficaram com foco no movimento, na tolerância. A Cerimônia de Abertura ganhou um peso diferente por causa desse movimento, em busca de um mundo novo", colocou o também jornalista e cadeirante.

"Após meu acidente, aprendi que há humor entre deficientes. Nossa Cerimônia terá humor também", acrescentou Marcelo, que aos 20 anos fraturou uma vértebra do pescoço e ficou tetraplégico. Algum tempo depois, o escritor recuperou o movimento de mãos e braços após tratamento.

O diretor também comentou sobre um dos destaques da Cerimônia, a paratleta estadunidense Amy Purdy, medalhista de bronze no snowboarding para biamputados nas Paralimpíadas de Inverno de 2014. "A Amy será nossa Gisele Bundchen. Vai mostrar uma dança maravilhosa", comentou Marcelo.

Também foi divulgado que a pira será a mesma dos Jogos Olímpicos, mas em local diferente no Maracanã e com mudanças no acendimento, além de outras surpresas. A pira da candelária também estará novamente presente.

Na Cerimônia, que acontece no dia 7 de setembro, serão dois mil voluntários, 500 profissionais, 78 dançarinos, duas companhias de dança adaptada e artistas como Diogo Nogueira, Maria Rita, Pedrinho da Serrinha e Xande de Pilares.



Fonte e Foto : ESPN Brasil

Massa informou a imprensa que vai parar de correr.

Após mais de 14 anos de sua estreia, o brasileiro Felipe Massa anunciou nesta quinta-feira que não vai mais correr na Fórmula 1. O piloto de 35 confirmou que não renovou com a Williams para a próxima temporada e encerrará a sua longa história na categoria.

Desde a sua estreia no GP da Austrália em 2002, foram 242 participações em corridas, 11 vitórias e 14 pole positions em 14 temporadas na categoria – ele só ficou de fora de 2003. Massa ainda ficou próximo de conquistar o Mundial de Pilotos de 2008, mas acabou com o vice na prova que marcou o seu último triunfo na categoria, no GP do Brasil de 2008.

"A vida nos apresenta muitas escolhas e eu acho que para mim chegouo momento onde eu tenho fazer algo diferente. Talvez você vai me ver de novo ao volante de um carro de corrida, mas no momento a única certeza que tenho é que eu vou ter um monte de tempo para decidir sobre o que fazer no futuro", disse Massa em coluna publicada no site "Motorsport".

O companheiro de equipe de Massa, o finlandês Valtteri Bottas, disse que a Fórmula 1 perde um grande piloto.

"Ele é um cara muito legal para trabalhar. Ele ainda é rápido, acho que ele é subestimado. Está passando por um período complicado agora, mas o respeito como pessoa e como piloto. Claro que, por ele ser muito experiente, já passou por várias coisas em sua carreira e definitivamente posso aprender com isso, especialmente com as linhas que ele faz nas pistas. Mas acertamos o carro de maneira um pouco diferente, então desse lado não pude aproveitar muito", disse.

Ascensão e título próximo

Massa estreou na Fórmula 1 em 2002 pela Sauber, equipe na qual correu por três temporadas – em 2003 ele não participou do grid. Sua regularidade, com dois quartos lugares nos GPs da Bélgica de 2004 e Canadá de 2005 como melhores resultados, chamou a atenção da Ferrari, que o anunciou como piloto para a temporada de 2006.

Nas oito temporadas que esteve em Maranello, Felipe Massa construiu uma relação próxima a Michael Schumacher no único ano em que correram como companheiros. O alemão se aposentou ao final de 2006, abrindo espaço para o brasileiro brigar por títulos tendo como parceiro de equipe o finlandês Kimi Raikkonen.

Em 2007, um início forte de Raikkonen com três pódios nas primeiras três corridas, praticamente selou o finlandês como a principal aposta da Ferrari para o título. Massa teve um papel importante na ajuda ao companheiro e terminou o ano na quarta colocação do Mundial de Pilotos, uma posição abaixo de sua estreia na escuderia no ano anterior.

O ano de 2008 marcou a melhor temporada do brasileiro na categoria. Mais regular do que Raikkonen no começo do ano, Massa logo despontou na briga pelo título e teve ele nas mãos por alguns segundos na prova final em Interlagos. Porém, uma ultrapassagem de Hamilton em cima de Timo Glock pela quinta colocação nas curvas finais selou o campeonato a favor do britânico por um mísero ponto.

Massa encerrou a temporada com seis vitórias, incluindo a última prova em Interlagos, e consolidou seu nome como potencial candidato a títulos nos anos seguintes apesar do decepcionante vice-campeonato. Porém, 2009 marcou um ponto de virada na carreira do brasileiro.

Acidente e mudança de equipe

Massa teve um começo de ano complicado em 2009 e só conseguiu subir ao pódio na nona etapa, com um terceiro lugar no GP da Alemanha. Já longe da briga pelo título, ele viu a situação piorar mais na prova seguinte, quando foi atingido por uma mola que se desprendeu do carro de Rubens Barrichello na Hungria.

O acidente tirou o brasileiro do restante da temporada e, mesmo após a volta na temporada seguinte, Massa nunca mais brigou pelo título mundial. Completou mais quatro temporadas pela Ferrari, mas não venceu mais nenhuma corrida e teve como melhores resultados no Mundial de Pilotos o sexto lugar em 2010 e 2011.

Em 2014, Felipe Massa trocou de equipe pela segunda vez na carreira na Fórmula 1. Na Williams, manteve um desempenho parecido com o vistos nos últimos anos, conseguindo cinco pódios e tendo como melhor resultado um segundo lugar no GP de Abu Dhabi de 2014. Muito elogiado por sua postura e por sua ajuda no desenvolvimento da equipe, se despede em 2016 naquele que talvez seja seu ano mais opaco nas pistas, ocupando a 10ª colocação atual na temporada.




Fonte : UOL Esporte

Não adiantou o carrasco do Flamengo fazer o simbolo da morte, Time vence Figueirense e garante vaga

O Flamengo colocou força máxima em campo nesta quarta-feira (31) e conseguiu o resultado que precisava para avançar na Copa Sul-Americana através de três golaços marcados por Everton, Jorge e Fernandinho - Rafael Silva abriu o placar. O Rubro-negro bateu o Figueirense de virada por 3 a 1, no estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES), e se classificou pelo critério dos gols fora de casa, já que a primeira partida terminou com triunfo catarinense por 4 a 2.

Agora, o Flamengo aguarda o adversário das oitavas de final. Real Garcilaso, do Peru, e Palestino, do Chile, decidem a classificação no dia 15 de setembro. O próximo compromisso do Rubro-negro será em 7 de setembro, quando volta a campo pelo Campeonato Brasileiro para enfrentar a Ponte Preta, às 21h45, novamente em Cariacica. O Figueirense encara o Fluminense, sábado (3), às 16h, em Édson Passos.


Vanderlei Almeida/AFP


O Flamengo esteve em uma noite inspirada. Além de dominar o Figueirense, o Rubro-negro construiu o placar para avançar na Copa Sul-Americana com três golaços. Everton, Jorge e Fernandinho fizeram a alegria da torcida em mais um capítulo da boa fase dos cariocas.



O atacante do Figueirense abriu o placar aos 5min do primeiro tempo e provocou os rubro-negros ao fazer o gesto do facão no pescoço, algo que já havia realizado quando jogava pelo Vasco e ajudou a eliminar o Flamengo da Copa do Brasil. Ele foi punido pela arbitragem e nada mais fez até acertar Jorge com violência e ser expulso. Uma noite para esquecer.

Gilvan de Souza/Flamengo


O Rubro-negro foi o dono do jogo. O time sofreu com uma desatenção inicial que terminou no gol de Rafael Silva, mas depois tomou conta da partida e atuou boa parte do tempo no campo do Figueirense. Os cariocas pressionaram e foram com a vantagem para o intervalo com dois golaços marcados por Everton e Jorge. O predomínio continuou na segunda etapa até Fernandinho fazer mais um belo gol e colocar o Flamengo nas oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Figueirense se defende, fica com menos um e vira presa fácil em Cariacica

O Figueirense entrou em campo com a vantagem da vitória por 4 a 2 na primeira partida e ainda abriu o placar aos 5min de jogo. O cenário parecia perfeito, mas os catarinenses se acovardaram e tentaram sair apenas nos contra-ataques. A estratégia de defesa não funcionou. O Flamengo pressionou e dominou as ações até garantir o placar que precisava. Autor do gol, Rafael Silva ainda saiu como vilão ao ser expulso aos 29min da primeira etapa.


FLAMENGO 3 X 1 FIGUEIRENSE

Local: Kleber Andrade, em Cariacica (ES)
Árbitro: Wilson Lamouroux
Auxiliares: Alexander Guzman e Dionisio Ruiz
Cartões amarelos: Leandro Damião, Willian Arão, Gabriel e Jorge (Flamengo); Rafael Silva, Carlos Alberto, Renato e Jackson Caucaia (Figueirense)
Cartão vermelho: Rafael Silva (Figueirense)
Gols: Rafael Silva, aos 5min do primeiro tempo; Everton, aos 13min do primeiro tempo; Jorge, aos 25min do primeiro tempo; Fernandinho, aos 26min do segundo tempo

Flamengo
Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo (Alan Patrick), Willian Arão e Diego; Gabriel (Emerson Sheik), Everton (Fernandinho) e Leandro Damião
Técnico: Zé Ricardo

Figueirense
Gatito Fernandéz; Ayrton, Werley, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso; Renato (Nirley), Jackson Caucaia, Ferrugem (Jefferson) e Carlos Alberto (Ermel); Rafael Silva e Rafael Moura
Técnico: Tuca Guimarães


Fonte e Fotos : UOL