Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

Cada equipe da F1 vai pagar 16 milhões na temporada 2017

A F1 é um esporte caro para as fornecedoras, caro para os países que querem ingressar no calendário, obviamente, caro para as equipes. Antes do início de cada ano, todas as equipes precisam pagar uma quantia mais do que salgada para então serem admitidas na temporada. E não existe o menor alívio para quem se sai melhor esportivamente, pelo contrário: é a Mercedes quem paga mais caro na F1 agora sob a nova direção do Liberty Media.


Todas as equipes pagam um valor que leva em contra dois fatores: um valor-base e uma quantia fixada por pontos de cada equipe. Este valor que dá uma conta para pagar por cada ponto na temporada anterior é ainda maior no caso da equipe campeã. Então, trocando em miúdos, o valor-base de cada equipe é - em valores convertidos para reais - de R$ 1,6 milhão. Ao passou que o valor a pagar por cada ponto marcado é, para a Mercedes, de R$ 19,7 mil; para todas as outras equipes, R$ 16,5 mil.

Como a equipe da fábrica alemã terminou 2016 com 765 pontos, então precisa pagar um total de R$ 16,7 milhões para entrar no grid em 2017. É um aumento de mais de R$ 1,2 milhão em relação ao ano passado.


Campeã do mundo novamente em 2016, a Mercedes é a equipe que mais vai pagar para estar na F1 em 2017 (Foto: Mercedes)

Quem terá que aumentar muito mais as contas a pagar é a Red Bull, que vai pagar mais de R$ 4,5 milhões a mais do que no ano que passou.

Já a Manor não vai pagar o R$ 1,6 milhão que lhe é atribuído - a equipe oficializou sua falência e não estará no grid de 2017