Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

Rodrigo, magoado, "chuta o balde" e alfineta M.Mendes, dirigente e prevê saída de Nenê do Vasco

Rodrigo rompeu o silêncio. Após ter o contrato rescindido com o Vasco, o zagueiro falou pela primeira vez e demonstrou mágoa pela forma como deixou o clube depois de três anos em São Januário. 

Sempre com a língua afiada, o defensor, que agora defende a Ponte Preta, não escondeu sua chateação com o técnico Milton Mendes e o gerente de futebol Anderson Barros. Na avaliação do jogador, o dirigente, por exemplo, chegou ao Cruzmaltino com a missão de descartá-lo. 

"O Anderson já veio meio que preparado para isso, porque desde que ele chegou, já não bateu o santo. Cheguei até a comentar com minha esposa:

 'o dia que ele levantar torto, vai me mandar embora', disse à TV Globo para depois alfinetar: 

"Mas não tinha muita força. Era meio fraquinho (risos)". 

Ao ser questionado sobre Milton Mendes, Rodrigo, primeiramente, ironizou: 

"Quem?". 

Em seguida, explicou sua mágoa: 

"Cara, quando ele chegou no clube eu estava machucado. Na verdade fiquei até surpreso, porque foram os dois caras que pediram a minha demissão (Anderson e Milton). Eu era o primeiro a chegar, o último a sair e, na última semana, chega um treinador novo falando que eu não gosto de treinar. Piada!". 

Para Rodrigo, Nenê será o próximo, Rodrigo acredita que o destino do meia em São Januário será o mesmo que o seu. Na última rodada, o ex­ camisa 10 foi barrado e ficou no banco de reservas contra o Bahia. 

"Antes da minha saída conversei com o Nenê: 'vai acontecer algo comigo ou com você'. Aconteceu comigo primeiro. Não estou surpreso com o que está acontecendo com ele agora", declarou o zagueiro para depois opinar: 

"Não tenho dúvidas que encaminha para acontecer o que aconteceu comigo, com o Nenê"


Fonte e foto : UOL Esporte