Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

Time do Rio usa farinha para marcar campo e perde jogo por WO

Você já viu um campo marcado com farinha de trigo ao invés de cal? Parece, no mínimo, inusitado, mas aconteceu na Série C do Campeonato Carioca sub­17, na partida entre Duque de Caxias e São Gonçalo, realizada no último domingo (9), no estádio Romário de Souza Faria, o Marrentão – homenagem ao craque Romário. 

O duelo estava marcado para as 13h. Na súmula, o árbitro Diogo de Souza Andrade relata que chegou ao estádio às 10h50 e se deparou com o campo sem marcação. Ele acrescenta que nada foi feito pelo clube mandante até a hora da partida e que, às 13h07, foi iniciada uma 'tentativa frustrada de marcar o campo com farinha de trigo, o que não é permitido'.

Sem resolver o problema, o Duque de Caxias foi colocado pelo arbitro como perdedor por WO.

"Foi aguardado os 15 minutos regulamentares e mais 15 de bom senso, mas a marcação do campo não foi feita, então encerrei a partida", completa o árbitro.

Duque de Caxias

A marcação não estava tão apagada, o clube Duque de Caxias confirma a tentativa de marcar o campo com farinha de trigo, porém, alega que a marcação não estava tão apagada como o juiz relatou. 




"O campo estava marcado com as linhas tradicionais, mas o trio de arbitragem alegou que estava apagada e se recusou a dar início à partida até que as linhas fossem acesas. Os responsáveis pela base procuraram locais no entorno do estádio para comprar cal, mas como era domingo, à tarde, não tinham muitas lojas abertas e a solução paliativa foi a farinha de trigo mesmo. Tentaram acender, mas não foi suficiente para a arbitragem e, como passaram os 30 minutos regulamentares mais 15 de bom senso, eles encerraram a partida por WO", informou o clube fluminense.

Jogo seguinte já contou com cal e ocorreu normalmente A partida seguinte, às 15h, entre os mesmos times, mas pelo sub­15 da Série C, acabou ocorrendo normalmente, já com cal.

"Para a partida sub­15 deu tempo para comprar cal em outro lugar e realizar a marcação da forma que a arbitragem queria, e rolou o jogo", completa o Duque de Caxias.

Na primeira partida, do sub­17, a arbitragem deu WO por falta de marcação do campo. Mas ele estava marcado.O caso será encaminhado ao TJD A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) Serão julgados tanto o fato de o Duque alegar que o jogo poderia ter ocorrido com o campo do jeito que estava como a tentativa do clube de usar farinha de trigo para marcar o gramado – o que não é permitido.





Fonte : UOL Esporte
Foto : FERJ Montagem UOL